quinta-feira, novembro 22

As vindimas

Nesta aldeia Portuguesa,
Logo ao amanhecer,
Andam, em bandos, na vinha,
As lindas vindimadeiras,
Cortando uvas ligeiras.

Quando estão no lagar,
Os homens as vão pisar,
As uvas tão bonitas,
Que nos fazem alegrar.

Quando acabam de as pisar
O vinho as pipas vai encher
Começa a fermentar
Os homens o vão vender.

Na nossa terra
Há uma tradição
Enquanto cortam as uvas
Cantam uma canção.




Tatiana, Pedro e Andreia

Pólo de Fontelonga

2 comentários:

Crsitiana disse...

Parabéns,o trio estava inspirado! Mostram que sabem trabalhar em grupo.

Anônimo disse...

De pequenos é que se fazem grandes poetas. Parabéns